5 passos para desacelerar a mente

Vivemos um paradoxo: quanto mais corremos para ganhar tempo, menos tempo temos para as tarefas que precisamos de fazer.


Talvez isso seja um dos motivos para nossos pensamentos dispararem e transformar nossa mente em um turbilhão: estamos cada vez mais preocupados e agitados, o que traz sintomas como ansiedade, irritação e insônia.


Você já parou para pensar sobre a carga que seu corpo e mente estão acumulando? Dores ou desconfortos já fazem parte da sua rotina? Se sim, é hora de prestar atenção: seu corpo está emitindo sinais de que algo não vai bem.


Por isso separei 5 passos para desacelerar a mente, acompanhe:


1) Esteja presente de verdade

Não basta desacelerar – você precisa estar efetivamente atento ao que faz em cada momento. Ou seja: quando perceber que está pensando em outra coisa, transporte-se de volta para o tempo presente. Ponha foco sempre no que está acontecendo no próprio instante: nas suas ações, no seu ambiente, nos outros à sua volta.


Para fazer isso, basta prestar atenção naquilo que está fazendo, por exemplo, se estiver realizando uma refeição, saboreie a comida, coma devagar, se estiver caminhando, preste atenção nos seus passos, na paisagem ao redor, nas pessoas. Uma prática que tem sido muito difundida ultimamente é o mindfulness, que consiste em uma série de técnicas para atrair a atenção para o momento presente.

2) Desconecte-se

Não fique o tempo todo “online”. Sabe quando você quer se distrair e vai para o celular e acaba até perdendo a noção do tempo? Aprenda a ficar sem ele quando possível. Ao chegar da escola e aos finais de semana, desconecte-se, defina horário para mexer nas redes sociais.


Aparelhos eletrônicos podem distrair, mas não ajudam a acalmar a mente, pelo contrário. O excesso de informações que chegam por meio de redes sociais, sites, blogs, podcasts e vídeos podem deixar a mente ainda mais estressada.

3) Pratique atividades físicas

A prática regular de exercícios físicos, desde uma simples caminhada até atividades mais intensas como a corrida, por exemplo, também vai te ajudar a ter uma mente mais calma e ativa.


O movimento do corpo faz com que você mantenha o foco na prática física, trazendo a sua consciência para o momento presente. Aliado a isso, o cérebro libera hormônios que provocam bem-estar e prazer, como a endorfina, a serotonina, a dopamina e a ocitocina.

4) Faça terapia

É comum ficamos perdidos e desorientados muitas vezes com o excesso de informações, pressões e preocupações do nosso dia a dia. O processo terapêutico te ajuda a se reencontrar e colocar as coisas de volta no seu eixo.

Entre em contato e agende a sua sessão comigo, clique aqui e saiba mais!

5) Anote as preocupações em um caderno

Esse método aumenta a concentração, evita distrações e avisa o cérebro que é preciso desacelerar. Quando fazemos isso, a mente entende que as preocupações estão 'guardadas' e não devem ser resolvidas naquele momento, diminuindo a ansiedade.

Algumas vezes muitas tarefas que não conseguimos realizar durante o dia nos impedem de relaxar e dormir. Colocar tudo no papel vai ajudar a nos "livrar" daquilo até o dia seguinte.

Agora me diga nos comentários, qual passo você colocar em prática hoje!

91 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

FALE COMIGO!


(11) 91143-6043

carolinagarciaadm@hotmail.com

CAROL GARCIA PSICÓLOGA © 2021.

Criado por Alma Studio.