Como saber se estou com depressão? Fique atento aos sinais!

Depressão não é frescura nem fraqueza. É uma doença como qualquer outra. Apesar de afetar milhões de pessoas em todo o mundo, ainda sofre muitos preconceitos. Mesmo com bastante informação disponível sobre o assunto, a pergunta que muita gente se faz é “como saber se estou com depressão”?


Para começo de conversa, é importante entender que a depressão é um transtorno provocado pelo desajuste no funcionamento do cérebro, em que neurotransmissores como serotonina e dopamina sofrem certo desequilíbrio.


Diferença entre tristeza e depressão:

Tristeza:

  • Existe uma razão para se estar triste, como a morte de uma pessoa querida ou uma frustração amorosa, por exemplo;

  • É temporária, ou seja, vai diminuindo com o tempo;

  • A pessoa sente vontade de chorar, fica desanimada e angustiada.

Depressão:

  • Não há um motivo justificável para os sintomas de tristeza e desânimo – é comum a pessoa não ter clareza sobre as razões de estar sentindo tudo aquilo;

  • É permanente, permeando todos os dias da vida da pessoa por mais de 14 dias;

  • Além de se sentir triste, a pessoa também sofre com algumas mudanças alimentares e de sono, tem baixa autoestima, sensação de culpa constante, pensamentos suicidas e perda de prazer em fazer o que antes proporcionava alegria.


Principais sintomas:

Os sintomas principais da depressão são o humor deprimido por mais de 2 semanas, perda de prazer em realizar atividades que antes traziam alegria e sensação de fadiga. Caso apresente pelo menos dois desses sintomas por 14 dias, é sinal de que algo não vai bem.

Além disso, há outros sintomas secundários que também merecem atenção:

  • Alterações de peso (come muito ou come pouco);

  • Mudanças no sono (dorme muito e continua se sentindo cansado ou insônia);

  • Baixa autoestima;

  • Sentimento de culpa;

  • Pensamentos negativos e suicidas;

  • Concentração e raciocínio baixo;

  • Baixo desejo sexual;

  • Irritabilidade;

  • Ansiedade.


Prevenir a depressão é a melhor forma de combater a doença. Além de cultivar um estilo de vida saudável, praticar exercícios regularmente e cuidar da mente, a terapia também pode ser uma aliada poderosa nesse processo.


Você sabia que ao longo das sessões de terapia você vivenciará uma jornada de autoconhecimento muito profunda? Tenho cuidado de muitos professores, para saber mais sobre a terapia, clique aqui!

50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

FALE COMIGO!


(11) 91143-6043

carolinagarciaadm@hotmail.com

CAROL GARCIA PSICÓLOGA © 2021.

Criado por Alma Studio.