Flexibilidade cognitiva em sala de aula

Você já ouviu falar em flexibilidade cognitiva?


Flexibilidade cognitiva é a capacidade que nós temos de “pensar fora da caixa”, pensar em diferentes estratégias para chegar a um mesmo objetivo.


Ter alta flexibilidade cognitiva significa ter capacidade para mudar e/ou produzir mudanças, ser capaz de perceber respostas alternativas para uma mesma situação ao invés de ficar preso somente ao primeiro pensamento que vier à mente.


Por exemplo, quando você planeja algo em sala de aula e não sai como o esperado, ou quando acaba antes do previsto e você precisa pensar em outra atividade rapidamente.


Existem algumas pessoas que têm mais dificuldade em serem flexíveis. Nós podemos dizer que são pessoas “rígidas”. Elas são caracterizadas por terem muita dificuldade em fazer as coisas de maneiras diferentes.


A flexibilidade cognitiva é MUITO importante na escola e ela pode ser estimulada por você, professor! Por isso separei duas ideias práticas para você fazer na sua sala de aula:


1) Ao invés de darmos as perguntas prontas para serem respondidas, podemos pedir que os alunos elaborem uma quantidade X de perguntas para os colegas responderem;

2) Perguntas que questionem a opinião da criança, justificando o porquê, também são bacanas. Podem ser do tipo “se você fosse o Fulano, como se sentiria quando…”;

Essas foram algumas dicas práticas para trabalhar com flexibilidade cognitiva na sala de aula! A ideia é sair do convencional, do piloto automático, e desafiar novos jeitos de resolver as tarefas!


15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

FALE COMIGO!


(11) 91143-6043

carolinagarciaadm@hotmail.com

CAROL GARCIA PSICÓLOGA © 2021.

Criado por Alma Studio.